terça-feira, 13 de junho de 2017

Argonautas do Fogo

Frondosamente empáticos, nas sensações e inebriações
Copiosamente acrobáticos, nas posições e justaposições

Argonautas do Fogo, entrosados
Naves e espíritos entrecruzados
A vida por um fio
A morte fluida como um rio
Dos húmidos olhares,
Colírios frementes…
Dos túmidos roçagares,
Delírios potentes…

Já percebeste do que estou narrando?
Ou ainda estás titubeando?


Vem
Como quem não tem
Nada a perder
Como quem se compromete a morrer
Sem ter tido medo de viver



domingo, 4 de junho de 2017

Repleto / Céu / Completo

O Céu está repleto
Completo

Sejamos frio, sejamos calor
Curiosamente, o gelo também arde
Anda que, misteriosamente, se faz tarde
Sente o arrepio do Amor

Precioso
Este é Beijo minucioso

Repleto
O Céu está completo


(Te Amo-Te)
(Descodificadora)
(Tu que tanto tens de Amotinadora como de Apaziguadora)



quinta-feira, 1 de junho de 2017

Uma estória para contar…

Havendo ar para respirar
Sempre haverá uma estória para contar
Queres tentar?


(Sorri, contigo)
(Comigo)
(Connosco)



quarta-feira, 31 de maio de 2017

domingo, 28 de maio de 2017

Charada Momentânea (Solução)

Sonhos Albinos
Instintos Lupinos
Apetites Supinos

Exclamativa? Interrogativa? Afirmativa?

Nenhuma delas, pois a haver uma seria a Imperativa

Haverá?


Post Scriptum: A solução será simples: o que há, há



terça-feira, 23 de maio de 2017

terça-feira, 16 de maio de 2017

Mutações

Suprimidas as alergias às Feitiçarias
Olhos embicados
Corações entrecruzados
Tornaram-se as Almas embebidas

Poder provar do que nunca acaba
Saber delibar em cada nova vaga

Sim, em breve deixarei o que nunca gostei
Sim, em breve largarás o que nunca serás