quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

Olímpica (Em Duo)

A fusão da essência de cremes com o cheiro da sua pele, gerava o Olimpo numa silhueta feminina. Ademais, era contorcionista, lídima acrobata. Meros atributos. De pouco lhe valiam na hora do aperto. Comprimida por debaixo dele, completamente à mercê, agrilhoada à prisão mais apetecível. O delírio de sentir-se sufocada pelo peso da sua marcha compassada. Que sufocasse até à morte, porque morrer é o derradeiro gozo, a porta para o renascimento. Recebia-o abrasiva, não fossem as suas paredes mucilaginosas, caiadas a tinta de areia, berrante. Abarcada, como ela amava ser assim abafada, ampliada, por ele. Em outros arranjos, poria em prática as destrezas das suas artes acrobáticas. Naquele, simplesmente entregava-se. Então, qual a do Som, quebrava-se a Barreira do Prazer. Auroravam as modularidades vocais, na verdade, vinham-se, transumanas, imperiais. Em Duo.



terça-feira, 6 de fevereiro de 2018

Coração árduo

Coração árduo
Persistente
Displicente
Quando nós
Há duo
Sem antes nem empós

Celebremo-Nos
Nus



Folheando Mel

O estranho
Que te chama
Tão estranho
Como que te ama

O conhecido
Lavado de lava
Bem aparecido
Apalavrando o que Lavra
Destemido
Lavrando à Palavra
Embevecido

Lua Cheia
Na tua Colmeia
Prazer
Até que o Mel subverta o apetecer



terça-feira, 30 de janeiro de 2018

Ponto de Luminescência (Concupiscência no Ponto)

Proeza
Dois corpos, num, com tanta destreza
Abraçando poesia
Declamando folia

Palmas
Ruas de dura concupiscência
Almas
Nuas em pura Luminescência


(Apronto...)
(No Ponto)



quinta-feira, 25 de janeiro de 2018

Acto de Desabotoar – Desabrochar [Continuando pelo Coração…]

Causa-Efeito
O Mundo Universal é perfeito

A cada desabotoar
O correspondente desabrochar

Paciente
Fulgente
Deixo-Te esta Declaração
À lapela
[Propondo a] Fusão de Coração
Á capela



Canela no Coração

Cabelos compridos
Destemidos
Ondulados
Em verso adorados

Apetites Amorenando
Acicatando

Um pau de canela aromatizando o coração
Partilhado
Dele e dela
Que Sensação

Fragrante
Inebriante
Clarificante


(...)

quarta-feira, 24 de janeiro de 2018

Instância (Circunstância)

A instância
De dizer a verdade
Sem acerbidade ou alacridade
Em qualquer circunstância




Sopra, Pede um Desejo, E... não te esqueças... diz a Verdade!