sexta-feira, 13 de outubro de 2017

Memorando à Insensibilidade

De um colo quente
Que embevece
Quem esquece
É porque não sente



Post Scriptum: venha daí a Sensibilidade.



sexta-feira, 29 de setembro de 2017

Estar Bem (Muito Bem)

Desatar os nós
A uma só voz
Estar bem
Mesmo bem…

O Sol a bronzear
O Mar a salgar

Áureos proventos
De vulgares Intentos

Juntos nos manteremos
Juntos prevaleceremos

Estar bem
Muito bem…



quarta-feira, 27 de setembro de 2017

Encontrando Curas (Beijo no Escuro)

Um fruto maduro
Um beijo no escuro

Ousar
É desfrutar

Um banho quente
De tinta permanente

Fazemos o que queremos
Temos o que merecemos

Jogando às misturas
Encontramos curas

Um fruto maduro
Um beijo no escuro



quinta-feira, 21 de setembro de 2017

Três Partes / Um Todo

Sem pressas (Coração)

Promessas? Deixa-me ver… Nem pensar! Sem pressas, em chegando a Sazão, vamos corar de tanto chover, meu Coração…


Prodigiosa e Abundosa

Prodigiosa
Simultaneamente Plana e Declivosa

Abundosa
Copiosamente Lhana e Frutuosa


Do Tumulto ao Culto

Lenitiva
Deflectes
O Céu paciente

Contemplativa
Absorves
Um alento fremente

Extrovertida
Convertes
Em chuva crente

Introvertida
Sorves
Uma Doçura quente

O tumulto que geras em alguém
Que te retribui com um Culto
Como mais ninguém



domingo, 17 de setembro de 2017

Quando Amas (Estás em chamas)

Não interessa para onde vais
No momento em que percebes que amas
Será tarde demais
Estarás em chamas


(Post Scriptum: uma dica: escuta… por quem chamas?)



sábado, 16 de setembro de 2017

sexta-feira, 15 de setembro de 2017

Velívola

Deliciosa
A elegante mariposa
Em velívaga prosa

Há medida que te entranho
Deixa o Amor de ser um estranho…